a letter . vasco 3

Chegou, mudou, conquistou.

O Vasco já fez três anos! Conquistou o coração e o espaço de todos com o seu jeito de rapazinho pequeno mas crescido. Sempre, desde que nasceu, com o pescoço esticado e sempre atento, incapaz de relaxar três segundos e apoiar a cabeça no ombro. Sempre activo e quase sempre super feliz.

Festejar os seus anos é das nossas, família, maiores conquistas, pois já passamos por um primeiro aniversário difícil, que nos assustou a todos… e sendo assim quero muito que festeje no seu melhor.

Está na fase da patrulha pata e é adorável vê-lo cantar e responder à tv quando está sentado no sofá a ver os seus desenhos animados preferidos. Comparo-o sempre aos manos porque é inevitável, na minha cabeça gosto de me lembrar como eram na sua idade e assim não esquecer nada. Os manos adoram-no e gostam de saber como eram também eles com três anos.

Claramente mais calmos que o Vasco. Mais tranquilos e muito físicos, gostavam de ficar por perto e ouvir o que tínhamos para dizer e contar… e vida era mesmo muito mais tranquila. Consigo é tudo mais a correr e com isso sinto que corre também de um lado para o outro porque quer acompanhar.

Adora saltar, correr e chamar por todos para o verem. Adora companhia, mas começa a ser mais independente… já brinca mais facilmente sozinho, mas também porque esteve tanto tempo em casa doente que prefere sempre alguém por perto. O meu bebé, Vasco está a crescer.

Demorou mas agora já fala!

Fala nas suas duas línguas! E andamos todos deliciados com o italianinho que se está a tornar. Dá ordens em italiano como ninguém e até mete as mãos juntinhas no peito para reforçar os seus “dai!”

Veio sem dúvida acrescentar tanto à nossa família nestes três anos e continuará, tenho a certeza. Já ninguém nesta casa viverá sem outra…

Somos cinco e é esse quinteto que funciona.

Tem dias ahahah…

Não gosta de ser contrariado, será da idade, não gosta da sua cama e passa a noite a saltitar entre a dos manso e a nossa, mas não pára quieto por isso há sempre um momento na noite em que alguém tem que o repor na sua… chora e esperneia, mas tem que ser. De manhã, diz logo que não quer voltar para a sua cama, mas vai ter que ser. Ainda tem chucha e prefere o leite no biberon… mas quer tomar duche em vez de banho, quer comer cereais como os manos e quer jogar sonic como os crescidos… um bebezão crescido é o que é!

Continue Reading a letter . vasco 3