a letter . vasco 3

Chegou, mudou, conquistou.

O Vasco já fez três anos! Conquistou o coração e o espaço de todos com o seu jeito de rapazinho pequeno mas crescido. Sempre, desde que nasceu, com o pescoço esticado e sempre atento, incapaz de relaxar três segundos e apoiar a cabeça no ombro. Sempre activo e quase sempre super feliz.

Festejar os seus anos é das nossas, família, maiores conquistas, pois já passamos por um primeiro aniversário difícil, que nos assustou a todos… e sendo assim quero muito que festeje no seu melhor.

Está na fase da patrulha pata e é adorável vê-lo cantar e responder à tv quando está sentado no sofá a ver os seus desenhos animados preferidos. Comparo-o sempre aos manos porque é inevitável, na minha cabeça gosto de me lembrar como eram na sua idade e assim não esquecer nada. Os manos adoram-no e gostam de saber como eram também eles com três anos.

Claramente mais calmos que o Vasco. Mais tranquilos e muito físicos, gostavam de ficar por perto e ouvir o que tínhamos para dizer e contar… e vida era mesmo muito mais tranquila. Consigo é tudo mais a correr e com isso sinto que corre também de um lado para o outro porque quer acompanhar.

Adora saltar, correr e chamar por todos para o verem. Adora companhia, mas começa a ser mais independente… já brinca mais facilmente sozinho, mas também porque esteve tanto tempo em casa doente que prefere sempre alguém por perto. O meu bebé, Vasco está a crescer.

Demorou mas agora já fala!

Fala nas suas duas línguas! E andamos todos deliciados com o italianinho que se está a tornar. Dá ordens em italiano como ninguém e até mete as mãos juntinhas no peito para reforçar os seus “dai!”

Veio sem dúvida acrescentar tanto à nossa família nestes três anos e continuará, tenho a certeza. Já ninguém nesta casa viverá sem outra…

Somos cinco e é esse quinteto que funciona.

Tem dias ahahah…

Não gosta de ser contrariado, será da idade, não gosta da sua cama e passa a noite a saltitar entre a dos manso e a nossa, mas não pára quieto por isso há sempre um momento na noite em que alguém tem que o repor na sua… chora e esperneia, mas tem que ser. De manhã, diz logo que não quer voltar para a sua cama, mas vai ter que ser. Ainda tem chucha e prefere o leite no biberon… mas quer tomar duche em vez de banho, quer comer cereais como os manos e quer jogar sonic como os crescidos… um bebezão crescido é o que é!

Continue Reading a letter . vasco 3

thirteen wishes for the thirteenth

Treze desejos para o dia treze!

Desejos para o dia treze! Chegou a melhor altura do ano, aquela em que se faz contas, listas e as decorações mais bonitas do ano! Apesar de odiar o frio e esta chuva que nos tem feito espirrar a torto e a direito e de já ter tido várias baixas em casa, é a minha altura do ano preferida… melhor, só natal em África com 40 graus à sombra!!!

E a minha lista preferida é esta, a minha, a dos meus anos, que faço todos os anos, treze desejos para o meu dia treze! Espero que gostem, cada um pensado ao pormenor, com lugar específico quando chegar Às minhas mãos, cada um porque quero mesmo coisas bonitas à minha volta e alguns porque há mudanças na vida que nos transformam e nos podem fazer tão bem.

1.mada cassiano 2.tento na tinta 3.pal 4.15kms antuérpia 5.zara
6.limbo 7.cacau cru 8.limbo 9.rita sevilha 10.fermob 11.the red wolf 12.vespa 13.ju bezerra

A ideia é que saibam o que me vai na alma dos desejos este ano, desde pormenores lindos de joalharia, os brincos que agora já posso voltar a meter, a vespa que já anda na alma há tantos anos e que teima em não chegar, o mobiliário de jardim que já anda a ser sonhado com o terraço todo novo, plantas de todos os tamanhos e feitios que me fazem falta no cowork mais giro, um bolo para a festa especial, um quadro pensado para mim, um chapéu que o meu pai me quer oferecer há mil anos mas que eu teimei em dizer que não gosto de nenhum… até hoje! o vestido para a festa, e um mapa de uma cidade… onde eu vou correr.

É só escolherem! 😉

Continue Reading thirteen wishes for the thirteenth

let’s party | um ano da carminho

A Carminho fez 1 ano! Lembram-se dessa emoção? De festejar o primeiro aniversário do primeiro filho?

E quem ainda está por celebrar este momento? Contem-me tudo!

Eu lembro-me bem, da sensação de “conseguimos”, não pelas dificuldades, que apesar de ter tido gémeos, tivémos um ano traqnuilo e cheio de coisas boas. Mas de conquistas! Lembro-me de festejar como se do meu próprio aniversário se tratasse e com eles queria festejar também… talvez bem mais que eles!

Quando a Margarida me pediu que fizesse a festa da Carminho percebi logo aquela ternura do tal primeiro dia de festa apenas pela voz, pela vontade de criar um momento entre família e amigos, que celebrasse este feito juntos!

Como todas as pessoas que vêm ter comigo para um evento, têm algumas ideias já em mente e eu adoro ouvir e saber o que gostam, às vezes quando nos deixam soltas para fazermos o que queremos é mais assustador. A Margarida pediu tons pastel, flores e “não muito rosa”.

De flores nem foi preciso pedir, hoje em dia uso-as em tudo e cada evento fica diferente, único mesmo. Desenhei os pormenores gráficos sem exageros, mas o rosa… ai o rosa… inssisti um bocadinho confesso, mas ainda bem!

O espaço permitiu usarmos o rosa nos seus tons mais naturais, usando rosas de santa teresinha, abertas e em botão, peónias, que apesar de já não estarem na sua época, conseguimos umas abertas e um botões perfeitos de tons lindos e variados.

Tive a preciosa ajuda da cliente e da sua mãe, que meteram mãos à obra e me receberam com arranjos de flores lindos aos quais acrescentei mais uns e que se misturaram na perfeição com tudo o que tinha imaginado e planeado.

O resultado é o que veêm, um mix de tantas texturas diferentes de flores e folhagens, uma mesa carregada de verdes e apontamentos pelo terraço de modo a sentir a festa um pouco por todo o lado.

Falar da festa da Carminho e não falar deste bolo magnífico é impensável. Foi a surpresa do dia! Tenho várias colaboradoras para fazer bolos ou qualquer parte de catering, coisa em que apenas me meto em sugestão, prefiro delegar esse departamento a quem melhor sabe o que faz e tenho tido excelentes colaborações!

Para este momento escolhi a Sweet Cakes que me trouxe o bolo “naked” branco impecável, de cenoura, delicioso by the way! No qual meti o meu cunho personalizado… decorá-lo com flores, que usei na festa toda, para lhe conferirem um mood igual a todo o espaço, mas mais delicado.

Usei apensas as flores mais perfeitinhas e não enormes, aproveitando todos os botões das peónias e das rosas de santa teresinha.

Aqui também contei com a Margarida, que feliz por meter as mãos na massa me foi ajudando a escolher as melhores flores para criar este bolos lindo!

Modéstia à parte, acho que ficou lindo de morrer e perfeitinho. A base decorada por completo, já o andar de cima apenas um terço, para não ficar demasiado cheio e assim respirasse no meio de tanta flor.

Super satisfeita com o resultado final!

O kit gráfico desta festa já está disponível na loja, desde que o publiquei aqui, já os pedidos têm entrado e já há festas em Setembro marcadas para eu lá ir meter o dedo!

Gostaram? Se quiserem ajuda num festa qualquer lá em casa, ou sugestões e dicas, é num instante que vos ajudo!

Continue Reading let’s party | um ano da carminho