my shop | dia do pai

posso não celebrar todos os “dias de…” do ano, há uns que não reconheço sequer a existência, mas dia do pai? dia da mãe? ADORO!!! na minha casa sempre houve momentos de celebrar, ou com pequeno-almoço na casa, presentes, almoço fora, jantar num sítio especial, pai a ir buscar ao colégio mais cedo, mãe a levar ás compras, sim no dia dela chegou a ir comigo comprar roupa à zara para mim!

e agora que eu sou a mãe, e temos outro pai para celebrar, um italiano que nunca deu importância a isto e que jura que os pais dele também não dão… se vivessem perto de nós queria ver! também já começa a gostar de saber que andamos a planear há dias qualquer coisa só para ele… porque só o aniversário para lhe dizermos que o adoramos não chega!

e que tal dizermos OBRIGADO por tudo o que ele sabe fazer e o faz tão bem? este print é isso mesmo. o pai não é só o homem da casa é também aquele que faz mais brincadeiras com pulos, saltos e cambalhotas, é o que delira com as parvoíces deles, que os atira para a cama, o que rebola com eles no chão, ganha batalhas com bichos minúsculos, carrega um ou três com a mesma destreza e arranca sempre um sorriso aos miúdos! é o que desenha lindamente carros, dragões, todos os personagens Star Wars, sabe os nomes dos personagens todos dos desenhos animados preferido, o que ensina a trabalhar com o computador e que cá em casa vai meter três rapazes a cozinharem lindamente!

dito isto, no próximo dia 19 de março, dia do pai, vamos saltar-lhe em cima e enchê-lo de coisas boas! NÓS!!

loja andrea | dia do pai

Continue Reading my shop | dia do pai

at work with | benedita feijó andersen

.onde vive? de onde é? como foi aí parar? | where do you live? where are you from? how did you get there?
nasci no porto em 1978, na lapa e sempre cá morei e vivi excepto entre 1997 a 2003 que vivi em londres! | i was born in porto in 1978, in lapa and i’ve always lived here, except between 1997 and 2003 when i lived in london. 

. onde fica o seu atelier? | where is your studio?
fica em minha casa! comprei uma casa em que juntei 2 em 1. vivo e trabalho lá! a casa dá para separar bem a parte privada da do trabalho! para mim é perfeito assim. | in my house! i bought a house, a 2 in 1. i live and work there! the house is big enough to separate private and work area and it’s perfect for me this way!

. o que vê da janela do seu atelier? | what do you see from your studio window?
vejo a embaixada de Espanha! ou consulado. bonita casa cor-de-rosa, sempre ou quase sempre com a bandeira hasteada! | i see the Spanish embassy. a pretty pink house, always with it’s hoisted flag. 

. toma café de manhã? como é o seu café? | do you take coffee in the morning? how do you take it?
café expresso, caneca de leite saído do frigorífico bem frio e torradas com manteiga e ás vezes com doce de mirtilho, amora, framboesa… ás vezes iogurte e fruta! | espresso, cold milk mug and butter toast, sometimes with blueberry, blackberry or raspberry jam… sometimes iogurt and fruit! 

. tem algum ritual antes de começar a trabalhar? | do you have any rituals before your start your work day?
comer e tomar café! | eat and have coffee!

. o que gosta mais do seu trabalho? o que a põe mais à prova? | what do you love most about your work? what challenges you more?
desafios novos, bons clientes e decisivos! | new challenges, good and decisive clients!

. como aprendeu a fazer o que faz? | how did you learn to do what you do?
com o tempo e sozinha… auto-didacta! | by myself and with time… self-taught|

. quem é a Benedita Feijó Andersen? | who is Benedita Feijó Andersen?
sou eu! sei lá. não sei responder a essa pergunta… sou uma pessoa igual a todas ás outras que gosta de criar e de se divertir enquanto o faço! 😉 | it’s me! don’t know to answer this question… i’m just like any other person that likes to create and have fun while doing it! 😉

Continue Reading at work with | benedita feijó andersen

at work with | belly sketcher

que divertida esta entrevista! | please meet Inês!

* onde vives? de onde és? como foste aí parar? | where are you from? where do you live?
sou de Lisboa, vivo em Lisboa e vou para Lisboa… original! na verdade vivi a minha infância em Almada, e nessa altura nunca pensei que saísse de lá (consta que é o lado certo). mas quando estava na faculdade percebi que o dinheiro do táxi ás 6as e sábados à noite dava para pagar uma casinha na Ajuda… e lá fui eu… era ver-me a chegar a casa em 15min… agora paro na Estefânia, não fosse o barulho e seria perfeito viver aqui. | i’m from lisbon, i live in Lisbon… how original! actually i lived my childhood in Almada and back then i used to think i’d never leave, but when i was in college i realized that the money i spent on taxi rides on friday and saturday nights was enough to rent a house in Ajuda, in Lisbon. and there i was, 15min away from home everywhere i went. now i live in Estefãnia, and if it wasn’t for the noise, this would be the perfect place to live.

* onde fica o teu atelier? como vais para lá? | where is your studio? how do you get there?
a vida cá em casa começa muito cedo. um dos homens acorda antes do sol porque não pode perder tempo de brincadeira, o outro acorda antes o sol porque não tem alternativa e tem que trazer o pão para casa. a mulher cá e casa adorava levantar-se às 10 e trabalhar de pijama o dia todo, mas parece que é coisa que lhe fica mal. então, mesmo trabalhando em casa, na sala vermelha (chamamos-lhe a sala vermelha porque dá a sensação que temos uma mansão com várias salas temáticas… mas na verdade é mesmo a única sala/escritório que temos no T2), veste-se como se fosse sair e ali permanece o dia todo (e falar de mim na terceira pessoa também é coisa que acho uma certa piada) | our days start very early in this house. one of the men of the house wakes up before sunrise because there’s just not enough time to play, the other man has to wake up early to bring home the money and the lady of the house wished she could wake up later but can’t ‘cause it doesn’t seem right. so, though she works from home, in her red room (we like to call it that, making this house seem like a mansion with lots of different themed rooms, though it’s just a two-bedroom house), get dress as if to leave the house but stays home all day (speaking of me in the third person is also something she finds funny)

* o que vês da tua janela? | what do you see from your window?
a minha mesa fica encostada à janela donde vejo o senhor da residencial, que me vê também o dia todo porque os meus cortinados estão quase sempre aberto. desconfio que escreva um romance sobre a vida cá de casa. “senhor da residencial, espero que leia este blog! quando o seu romance for um best-seller ofereça-me uma cópia, obrigada.” (isto é como pedir para mandar beijinhos ao primo num programa da manhã) | my table is next to a window from where i see the owner of the hostel in front of our house, and he also sees me because i rarely close our drapes. i’m starting to think he’s writing a novel about us… “mr.owner of the hostel, i hope you read this blog! when your book becomes a best-seller, please send us a copy, thank you.” (it’s like asking to the morning show host to send kisses to our imigrant cousins)


* tomas café de manhã? como é o teu café? | do you take coffee in the morning? how do you take it?
sobre o café vou citar o Lino “café, jamais…” não gosto de café. acho que até nunca bebi um café. não toco em nada com café. de manhã pão e leite. | about coffee i’ll quote Lino “coffee, jamais…” i don’t like it, i think i never had one, and never touch anything that has coffee in it. in the morning i take bread and milk. 

* tens algum ritual ates de começar a trabalhar? | any rituals before you start working?
tenho! mas não posso contar… nãaa não tenho… ou terei e estou só a baralhar?! hmmm…!! | yes! but i musn’t tell… nooo i don’t have any… or do i? hmmm…!!!

* o que gostas mais do teu trabalho? o que te põe mais à prova? | what do you love more about your work? what’s more challenging?
partilhar com as mães a serenidade expectante própria da gravidez é provavelmente o que mais gosto. possibilitar-lhes uma recordação dessa mesmo sensação é a minha missão. lido todos os dias com pessoas apaixonada e isso deixa-me com o mesmo sentimento. | sharing with mothers-to-be the serenity of expecting is probably what i love most and giving them the chance to keep a memory of this moment is my mission. i deal with people in love every single day and that makes me feel the same way. 

* como aprendeste a fazer o que fazes? | where and how did you learn to do what you do?
não aprendi… depois de ter estado grávida do meu filho Tomé (agora estou grávida do segundo ainda sem nome… aceitam-se sugestões) resolvi que o estado de graça tinha que ser estendido no tempo. demorei algum tempo até perceber como e quase sem dar por isso, de forma surpreendentemente natural, surgiu este projecto. se nunca tivesse tido um bebé a crescer aqui dentro, coisa corriqueira e no entanto milagrosa, nunca poderia saber o que procurar nos desenhos que faço. | i didn’t… after i had my first child Tomé (i’m now pregnant with my second… nameless still… i’ll take suggestions) i decided that this graceful state had to be extended in time. it took me a while to understand how and it just happened in a surprisingly natural way. if i had never had a baby growing inside, something so natural yet so miraculous, i’d never be able to know what to look for in the drawings i do.

* o que é a Belly Sketcher? | what is Belly Sketcher?
a BellySketcher é o meu projecto do coração. é a minha forma de celebrar a gravidez. | Belly Sketcher  is my dear project. it’s my way of celebrating pregnancy.

ficam algumas questões por resolver… se não bebes café metes em questão esta nossa nova amizade… e até provares o meu tiramisu não podes tirar essa conclusão… mais, quem é o Lino? e se me permites… o Tomé pode ter uma mano Tobias! ou uma Teresa, já que não nos esclareceste o que esperas. adorei esta tua entrevista e num instante fiquei a conhecer-te melhor! obrigada! | a few things… if you don’t like coffee this new friendship is at risk and it’s only because you haven’t tried my tiramisu… plus… who’s Lino, and if you allow me, Tomé could handle a brother named Tobias ou a little sister Teresa… i loved this moment and thank you for letting us get to know you better!

Continue Reading at work with | belly sketcher

at work with | catita illustrations

a Rita foi das entrevistas mais engraçadas que já publiquei, as questões são as mesmas mas as respostas essas são mesmo dela, eu consigo mesmo ao longe vê-la responder com o seu sentido de humor apurado e cheia de energia! como vos disse conhecia num dos momentos altos do Atelier num Mercadito cheio de gente gira e eu acho que fizemos uma boa dupla ali na cusquice! já estou cheia de saudades e já temos encontro marcado no porto no próximo mês! que booom! até lá vou-me deliciando com esta entrevista! espero que gostem! | Rita’s interview is one of the best i’ve had here, the questions are the same but her amazing sense of humor and love for what she does makes me really feel like it’s a ocnversation between two really good friends. i met her in one of the best moments in my Atelier life in the amazing Mercadito full of gorgeous people and i really think we hit it off with our gossip! i miss her already an we’ll be seeing eachother again in Porto in abotu a month, so i’m looking forward to it a lot! until then i’m realloy enjoying learning more about her here! hope you like it!

* onde vives? de onde és? como foste aí parar? | where do you live? where are you from? and how did you get there?
chamo-me Rita, sou de S.João da Madeira e vivio desde 2008 em La Coruña… bem abreviado seria só isto ;)… nascia, estudei e trabalhei no Porto. vivi sempre em São João da Madeira até que em 2008 mudei-me para a Coruña. O meu marido (meio português, meio espanhol) estava há dois anos a ser aliciado por uma agência de publicidade coruñesa, dois anos que utilizou para me convencer de que a vida só vale a pena quando se sai da zona de conforto e se constrói uma história interessante para contar aos netos. Em 2010 regressámos a Portugal por insistência minha e rapidamente percebi que já não havia volta, eu gosto de viver cá, do estilo de vida, de tudo… a minha filha já nasceu cá. Sou das que acha que na vida vamos somando experiências, amigos e família, nunca achei que fosse perder nada com a distância. Hoje reitero esta minha teoria! | my name id Rita, i’m from São João da Madeira and live in La Coruña since 2008 … that’s a resumé of what my life is… anyway, born, studied and worked in Porto. lived in São João da Madeira until 2008 and moved to Caruña. My husband (half portuguese, half spanish) had been for two years being convinced by a advertising agency to move to spain, it took him as long to convince me that life is only worth it when you leave your confort zone and build an interesting story to tell your grandchildren. in 2010 we moved back to Portugal because of me and we noticed very fast that there was no turning back, i like living here, the way of life, everything… my daughter was born here. i’m one of those people who thinks life is about adding up experiences, friends and family, and never thought i would lose anything from being away. Today i reconfirm this theory!

* onde fica o teu atelier/estúdio/loja? e como vais para lá? | where is your office/studio/shop? how do you go there?
A minha Catita Factory fica confortavelmente instalada em minha casa, no centro da cidade e a dois passos da praia. Levanto-me cedo porque apesar de trabalhar em casa, a minha filha frequenta um infantário (para mim é impossível trabalhar com ela em casa). A parte boa, ou uma das, é que, uma vez que não tenho apoio familiar por perto, cada vez que ela precisa de mim, porque está doente, ou tem pediatra ou seja o que for, eu estou disponível. Apanho-a ás 16h e só volto a trabalhar ás 20h30 depois de ela adormecer. | my Catita Factory is confortably stationed in my house, in the centre of town and two steps from the beach. i get up early and though i work from home, i take my daughter to her daycare. the best part of it, one of the, is that because i have no family close by, everytime she needs me i’m always available and close by. i pick her up at 4pm and only go back to work at 8:30pm after she falls asleep. 

* o que vês da tua janela? | what do you see from your window?
Vejo edifícios e um bocadinho de céu. Muita luz e várias gaivotas que vêm conversar com a minha gata e destruir os meus vasos 😉 | i see buildings and a little of the sky. lots of natural light and seaguls that come to chat with my cat and destroy my plants 😉

* tomas café de manhã? como é esse café? | do you take coffee in the morning? how do you take your coffee?
só a partir da gravidez é que passei a adorar “desayunar”. é quase um ritual, uns dias em casa, outros fora. é um momento só meu. adoro… sempre com café, não funciono sem café, parece que temos isso em comum não é a..? | i only started enjoying eating breakfast when i got pregnant. it’s almost a ritual now, sometimes at home, sometimes out. it’s a me moment. i love it, always with coffee. i can’t function without coffee… looks like we have that too in comon ;)!!

* tens algum ritual antes de te pores a trabalhar? | any rituals before you start working?
eu, como quase toda a gente necessito de alguma rotina para me sentir confortável. Sendo assim, e uma vez que não trabalho das nove ás cinco, procuro ter uma rotina. A parte de ritual é mesmo o pequeno-almoço e a música de fundo (oiço rádios portuguesas online como a radar lx ou a antena3 e se estiver muito zen a smooth fm) | i, as almost everybody, need some sort of routine to feel confortable. though i do not have a nine to five job, i always try to have a routine. the ritual part is really my breakfast and background music (i listen to portuguese onlline radios, like radar lx, antena3 ou if i’m feeling very zen to smooth fm) 

* o que gostas mais do teu trabalho? o que te põe mais à prova? | what do you like best about your job? what’s most challenging?
adoro o meu trabalho, tanto os momentos em que estou entregue e concentrada como o contacto com os outros, o feedback. adoro a liberdade que me permite, a euforia que me transmite, adoro o desafio constante de emocionar através do traço, adoro as palavras e as pessoas que me chegam diariamente… gosto de tudo, de todos os passos, de todos os prós e contras. | i love my work, the moments in which i’m concentrated and focused but also contact with people, the feedback. i love the freedom that it gives me, the euphoria that it transmits to me, i love the constant challenge of showing emotions through drawing, i love the responses and people’s reactions daily… i like everything, every step and all the pros and cons. 

* como aprendeste a fazer o que fazes? | how did you learn to do what you do best?
Nunca me surgiu essa questão (nem de mim para mim)… eu era a menina a quem gabavam os dotes para desenhar na primária, que desenhava os cenários das peças dos teatros no preparatório e que assim que teve opção de escolher, escolheu ir para artes. Lembro-me de ver o meu irmão a desenhar (teria eu uns 4 anos) e ficar vidrada… na escola também me estimularam nesse sentido porque o elogio estimulava-me a seguir por aí. Mais tarde fui estudar para a Árvore no Porto e creio que foi aí que adquiri o que chamo “literacia visual”. Frequentar essa escola foi das melhores e mais importantes cosias que me aconteceram e que mais marcaram quem sou. Depois desse período estive quase 10 anos afastada desta área e a fazer mil e uma coisas. Todas elas são úteis neste momento. | i never really think i ever thoguht about it like that… i was the little girl everyone said drew really well in preschool, that made the theatre backdrops in high school and at the first change she got chose arts school. i remember watching my brother draw (i was about 4) and being hipnotised… at school they really helped believe in myself. later i went to the school Árvore in Porto and i believe it was there i got what i call “visual literacy”. going to that school was one of the best and most important things that ever happened to me and that made me what i am now. after that, i spent a period of almost 10 years away from this area and doing a thousand other things in between. all of them useful to me at this moment. 

* o que é a “catita illustrations”? | what’s “catita illustrations” about?
O “Catita Illustrations” foi um projecto que surgiu num momento em que era isso ou baixar os braços e chorar. O projecto em que trabalhava anteriormente terminou e toda a equipa foi mandada para casa até que surgisse outro. Achei que tinha chegado o momento de me dedicar ao que realmente gostava de fazer. Os meus amigos do coração e família foram (e continuam a ser) os pés e os braços do Catita. Comecei a criar portfólio e a publicar. Sem medos. Começou a surgir feedback. Primeiros os amigos, depois os de fora, começaram a surgir cliente peso-pesados, convites para expor e parceiros que adoro. Um dia, a Fernanda (do blog da carlota) publicou um trabalho meu uma ilustração personalizada que tinha sido encomendada pela irmã mais velha da carlota para presente do 1º aniversário)… foi como um rastilho, chegaram-me imediatamente uns 200 mails 😉 Este projecto nasceu em 2012 e desde aí nunca mais parei de trabalhar. Faço ilustração, graphic & web design, num estilo muito simples e infantil. Tento imprimir a minha marca, tento não estagnar, estou sempre a pensar em como posso desenvolver esta marca para que cresça e cresça e cresça. Nunca, nem nas minhas melhores expectativas pensei que fosse correr tão bem. Estou convencida que o facto de ser mãe me deu a capacidade de focar-me no necessário sem medos nem inseguranças, para além de me proporcionar o know-how emocional necessário para perceber e plasmar o amor existente entre as famílias que desenho e a linguagem visual que uso. Brevemente estará online o nosso “filho” mais novo em co-working com o meu marido, o novo site da Mafalda Pinto Leite, que espero que gostem! | “catita illustrations” was a project that began in a let go and cry moment, either that or start working. my previous project ended and the whole team was let-go and sent home until a next one. i thought the moment had arrived to dedicate myself to what i really loved doing. my friends and family were, and are still, the feet and arms of Catita. i started creating a portfolio and publishing my work. with no fear. the first feedback started flowing. first my friends, then strangers, and eventually serious clients, invitations to exhibit and partnerships i love. one day, the blogger Fernanda published an illustration of mine, one i made for Carlota’s older sister to have as a first birthday present… it was like lighting a fire, in one day i had more than 200 emails. it started in 2012 and i never stoped working. i’m an illustrator, web & graphic designer in a very simple and child like way. i try to imprint my mark, to not stop, i’m always thinking of how i can develop it even further and help it grow, grow and grow. never, in my best expectations ddi i ever think it’d be going this well. i’m convinced that being a mother has helped me focus on the most important things fearlessly and insecurities, besides giving me the emotional know-how i need to understand the existing love between the families i draw and the visual language i use. soon, our youngest project (mine and my husband’s) will be online, the new Mafalda Pinto Leite website. i hope you like it!

…eu não posso obviamente acrescentar mais nada, pois ao ler isto pela 50ª vez apercebi-me que nós devíamos era ser best friends… e tenho dito! rita, és uma inspiração, e mulher temos muuuito mais em comum que uma língua afiada! | i basically cannot add a single work to this, but the more i read it the more i am convinced we should be best friends!! Rita, you are an inspiration and woman we have lots in comon, more than just having great gossiping skills!!

Continue Reading at work with | catita illustrations

at work with… girly things

cristina da girlythings!

em seguimento deste post, não podia deixar de ter uma conversinha com a cristina para perceber melhor como ela vê este nosso mundo e como. porque para fazer coisas tão giras é porque o mundo dali deve ser lindo de certeza! 
não é bem um entrevista, mas sim o meu lado muito cusco sobre como é o dia-a-dia de quem eu admiro, seja pelo que faz, por quem é, e porque sei lá… quem não gosta de entrar pelas casas dos outros a dentro e cuscar? ora, este é o meu modo mais discreto de bisbilhotar!
espero que gostem!
cristina from girlythings!
following this post i couldn’t not ask a few things to cristina about the world she lives in. i’m sure it’s a beautiful one if she can be inspired by it to create all that she does!
it’s not really an interview, so much as a chat, and a discrete way that i have of being in their world, and snoop around it, their home, their work place, etc. who doesn’t like to go into other peoples’ houses and look around? i do! 
i hope you like it too!
* onde vives? de onde és? como foste aí parar? onde gostavas de viver? | where do you live? where are you from? how did you get here?
nasci em oeiras e vivo em cascais, sempre vivi neste zona, mas gostava de experimentar viver noutro país… se é para sonhar, gostava de morar uns tempos em ny, aliás, gostava de saltitar de cidade em cidade! | born in oeiras and live in cascais. always have. but i’d love to live in another country… if i can dream, i’d like to live in ny for a while, actually i’d jump from city to city!
* onde fica o teu atelier? como vais para lá? | where is your studio? how do you get there?
o meu atelier fica em minha casa, trabalho na sala. adoro! e sinto-me super ocnfortável. um dia vou ter um atelier, mas esse dia não é hoje. | my studio is in my home, i work in my living room. i love it! someday i’ll have a studio of my own, but not today.
* o que vês da tua janela enquanto trabalhas? | what do you see from your office window?
da janela vejo a rua, sempre com carros e pessoas a passar. | from my window i see my street always with cars and people passing by.
* tomas café de manhã? como é o café? | do you take coffee in the morning? how do you take your coffee?
quando acordo tenho que tomar logo café de manhã, papas de aveia com maçã, mas o que não pode faltar é o café. posso não ter comida, mas café tem que haver sempre! para despertar e abrir a pestana. ás vezes a dose é dupla… | when i wake up i absolutely have to have coffee. oat flakes with apple, and coffee. i might sometimes not eat anything, but i always have coffee! it helps me wake up, and sometimes it’s double!
* tens algum ritual antes de começar a trabalhar? | do you have a ritual before your start working?
não tenho rituais. gosto de fazer sempre diferente! | i don’t have any, i like to do things differently everytime!
* o que mais gostas do teu trabalho? o que te põe mais à prova? | what do you love msot about your work? what stimulates you more?
o que eu mais gosto é que consigo ser criativa e transmitir o que sinto ás pessoas, expresso-me muito através da girlythings. e adoro conhecer pessoas novas, tenho tido boas surpresas! | what i love most is that i can be creative and let people know how i feel through my work. i express myself a lot through girlythings. and i love to meet new people, i’ve had wonderful surprises! 
(i’m sure she’s talking about me…ihihihih)
* como aprendeste a fazer o que fazes? | how did you learn to do what you do?
na escola. sou designer de formação e trabalho na área desde 2001. | at school. i’m a designer and i’ve been doing it since 2001.
* o que é a girlythings? | what is girlythings?
girly things é o resultado de um sonho! quando era pequena queria mudar o mundo, para melhor. mas cedo descobri que não iria conseguir. decidi então torná-lo mais bonito (juro que não estou a concorrer para miss). assim, as peças que faço são tentativas de criar um mundo mais bonito. eu imaginei a girlythings como um sítio onde eu pudesse partilhar a minha paixão, juntando palavras, design e decoração em peças especiais e únicas que me fizessem sentir bem e que transmitissem energias positivas! | girlythings is the result of a dream! when i was little i used to dream of changing to world, make it a better place. but soon, i realized i wouldn’t be able to do it. i decided then to make it nicer, more beautiful (i swear i am not running for miss world). my pieces are an attempt of just that. i imagined girlythings as a place where i could share my passion, mixing words, design and decor in special and unique pieces that would make me feel good and transmit positive energies!

adorei! acho que vou adorar cuscar a vida dos outros! obrigada cristina! | i could get used to this… budding into people’s lives!! thank you cristina!!!
Continue Reading at work with… girly things