shop window | três anos bons

3 anos…
podia dizer que o tempo passa a correr, mas não, sinto cada dia destes três anos, de muito trabalho e de imensas conquistas. há três anos se alguém me mostrasse imagens da nova loja e da quantidade e variedade de produtos que temos, eu talvez nem iria acreditar… porque até eu tenho noção de que o que tenho aqui à minha frente exige muito de quem está por detrás da marca… e eu admito, tiro-nos o chapéu pela capacidade de resposta que temos, pela iniciativa e criatividade que requer manter e fazer crescer uma marca destas.

numa altura em que a originalidade é essencial, é importante mantermo-nos a passos largos de outras marcas, é importante criar apesar das cópias, inventar novos modos de comunicação e tentar acima de tudo marcarmos a diferença. temos vindo a crescer constantemente e intensamente e isso vê-se no nosso trabalho. se é simples, não, mas nunca trabalhei em nada que não exigisse o máximo de mim mesma, que não exigisse total dedicação, porque se assim não fosse não estaria a ser honesta comigo mesma. nunca trabalhei sem ser de corpo e alma, mesmo quando era para outrém e isso sempre me foi elogiado. claro que admito, quando é nosso é diferente, talvez mais duro e mais intenso, mas como profissional sempre levei o meu trabalho para onde eu fosse independentemente de quem assinasse por baixo, porque onde eu me meto, meto-me de cabeça e a 100%.

atelier da tufi | três anos | bolo de bolo meu

  

atelier da tufi | três anos | grinaldas de piece of paper

nestes três anos, também aprendi muito sobre mim mesma, principalmente a proteger-me… a lembrar-me de que o cliente não tem sempre razão, que não trabalho de graça e não faço milagres apesar de achar e exigirem que sim… faço o que posso e o que posso é tanto! se aprendi a dizer que não ao longo destes anos foi porque essa meta teve que ser delineada por mim em defesa da minha sanidade mental. claro que também sei os meus limites e conheço-me melhor que ninguém e sei o que posso ou não criar em stress e com pouco tempo, mas acima de tudo eu tenho que delinear barreiras para que no fim não me desiluda com o resultado… esse nem sempre passa por ter feito algo que deveria ter sido mais azul e afinal ficou mais claro, ou porque o papel podia ser outro, ou porque no fundo acho que um determinado produto poderia ser ligeiramente melhor, mas quanto mais “favores”  e “milagres” tentamos fazer, mais chatinhas as pessoas se tornam e perdem a noção do que foi feito por elas e isso, minhas amigas, é uma das coisas que mais me enerva nos dias de hoje… é que as nossas conquistas para agradar quem quer que seja sejam não só ignoradas como ainda questionadas… desculpem o desabafo 😉
no início deste ano tracei essa meta, aprender a dizer que não, e tem funcionado na perfeição. dito isto o meu trabalho aumentou, tem sido cada vez mais e mais interessante dentro deste cantinho querido, também por reconhecer que ao traçarmos mantras e limites estou mais disponível para os clientes e os clientes voltam e passam palavra sabendo como funcionamos e sabendo com o que contam e ainda bem que é assim.

claro que nestes três anos também nos confrontámos com situações estranhas, confusas e um tanto ou quanto caricatas, to say the least... mas com essas podemos nós bem e não são de todo regra. para além de que é preciso um pouco disso para fazermos sempre melhor na vez a seguir e venham de lá tantas outras situações de onde podemos tirar lições para o futuro, sejam elas assim ou assado.

atelier da tufi | três anos | fotografias de: hello twiggs

acima de tudo que haja alegria, gargalhadas e muita calma. que haja uma loja sempre cheia de clientes, crianças e amigos. que haja sempre o que fazer e ideias para coisas novas. que haja sempre vontade de fazer mais e melhor. que haja sempre aniversários para festejar e bolos para comer e balões para oferecer. deixo-vos as fotos da minha querida Twiggs do dia do aniversário da loja, que mesmo estando em instalações semi novas (a loja nova tem apenas 5 meses… isto sim parece que foi ontem!) a marca, essa sim, merece festejar a idade que tem, três anos muito bons.
independentemente de tudo o resto, deixo a mensagem mais importante:

Continue Reading

instaweek 049

esta semana temos direito a mais palavras que apenas quatro ou seis descrições de momentos aleatórios, esta semana foi marcada pelo baptizado, organizado pela let’s, dos meus filhos, o M e o F, mais o meu sobrinho M que tem apenas 4 meses, enquanto os meus têm 3 anos e meio. se por um lado tive sempre pena se não os ter baptizado mini mini assim que nasceram, confesso que adorei poder “ensinar-lhes” um pouco do que estava para acontecer e explicar passo a passo o que iam fazer naquele dia. 
falar com eles os dois e até descrever o que eu como mãe, o pai, os padrinhos iam fazer, fez parte da nossa, nossas, semanas ultimamente. não treinámos a sério, mas eu ia dizendo e eles ouviam, claro que os nervos do momento fizeram com que houvesse uns contratempos, mas tenho a dizer que tenho dois meninos muito crescidos e que se portam muito bem. a atenção neles no momento do “banho” atrapalhou mais o F que o M, que muito bem coordenado inclinou-se sobre a pia baptismal e “deu” a cabeça levando-a de seguida, sempre inclinada à madrinha que o limpou com todo o amor do mundo. o F já ficou mais nervoso, mas foi a seguir e isso também não ajuda. agarrou-se a mim com força e não só foi baptizado duas vezes, com tanta água, como eu própria também acabei por renovar o meu baptismo. para dizer a verdade a grande desvantagem é mesmo o peso de uma criança de 3 anos ao colo inclinada para receber o baptismo… 
foi um dia muito, mas mesmo muito especial. um cerimonia pequenina, numa igreja enorme onde todos nós nos baptizámos, casámos, e nos juntamos para ocasiões importantes, rodeados de quem nos conhece como ninguém e novos amigos a quem demos as boas-vindas à nossa família. um almoço entre caras conhecidas, num dia cheio de sol, primaveril, entre risotas, brincadeira e muita alegria. um bolo lindo que levou um susto, mas que soube a ouro, foi o melhor final de um dia lindo. 
obrigada… a quem lá esteve, viu e sentiu, cantou e se emocionou connosco…e a quem leu estas palavras.

Continue Reading
Close Menu
×
×

Cart