tra.pé.zio | #Ttalk . mãe, mulher, profissional, onde fica o desejo sexual

Aconteceu o mês passado mais um #ttalk, este num modelo diferente, mais intimista, não fosse o tema mais pessoal, mais intimidador e ao mesmo tempo tão libertador. O grupo, mais pequeno, foi coeso e tão interessante.

Recebemos a Psicóloga e Sexóloga Clínica, Marta Xavier Cuntim, que nos ajudou a perceber e connosco nos levou num discurso tranquilo, esclarecedor no mundo que é toda esta pressão que nós mulheres, nos colocamos em cima quando temos e nos exigem que cheguemos a tudo e sempre da melhor maneira possível.

Catering fornecido por Maria Granel e It’s Up to you . com uma mesa, minha, linda decorada para o tema cheia de encarnados, verdes e sabores mais picantes!

Foi muito interessante perceber como tanto do que achamos ser necessidade, é mito, e tanto é exigência nossa. No entanto, foi importante saber que apesar de tudo, o desejo sexual, mesmo que pareça “tarefa” pode estar só adormecido e nem por isso posto de parte. Ele existe sempre, é só preciso acorda-lo!

“No meio da azáfama do dia-a-dia a sensação que fica é que estamos sempre sem tempo para nada. Na hora de escolher o que se faz e o que fica por fazer o que acaba por se adiar é sempre aquilo que não tem impacto no imediato, e o desejo acaba por ficar para segundo plano. Os miúdos, os lanches, as roupas, a preparação da reunião, os almoços e jantares… tudo é importante.” diz Marta Cuntim

“As relações sexuais são fundamentais para a vida do casal, trazem intimidade e estabilidade, ajudam na compreensão e tolerância, diminuem a margem de dúvida. Os benefícios das relações sexuais são de conhecimento geral, mas deixo-lhe aqui alguns que podem ajudar na sua gestão diária:

  • Melhora o sono: o orgasmo potencia uma sensação de relaxamento que faz com que durma melhor. Esta reação tem um efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a atuar com mais regularidade e em maior quantidade.
  • Diminui o stress:  uma vez que, no contexto da relação sexual, a hormona Cortisol está presente em menor quantidade, potenciando uma sensação de calma e bem-estar.
  • Diminui a dor: durante o sexo, e acima de tudo durante o orgasmo, o nosso corpo produz endorfina, a hormona responsável por aliviar a sensação de dor.

Quando tiverem tanto que fazer, pensem duas vezes no que realmente fazer e no que realmente faz falta!

Se quiserem saber mais sobre as próximas #Ttalks, ou #Trapéziotalks vejam aqui!

e claro, tenho sempre comigo as minhas companheiras nesta viagem: catariana beato e raquel fortes

A próxima é já esta 4f, dia 26 de junho, 10-13h sobre: MINIMALISMO!

Close Menu
×
×

Cart