decor | i . new room

a inês precisa de um quarto novo, ou melhor de um novo look num quarto velho. está cheio de tralha, é dela e de outras mil coisas… está a crescer, a inês, e precisa do seu cantinho. gosto muito de a ver crescer, conheço-a há pouco tempo, poucs anos e no entanto gosto tanto dela. querida, amiga, bem disposta, com uma capacidade maravilhosa de ter um sorriso sempre na cara. gosta de conversar, meio tímida, mas sabe o que diz. no fundo sabe bem o que quer e aprendeu tentando. está super crescida e merece um espaço onde reina o que ela é. entre a menina que está a deixar de ser e a rebelde que pouco a pouco se constrói… com um cheirinho a young adult que está a chegar.

por enquanto são só imagens, embora alguns objectos sejam definitivamente os que eu acho que ficassem lindos no quarto, quero apenas que ela veja a forma, o uso e os tons. não quero ainda marcas nem listas de compras, nem medidas nem compras…
o moodbard é este para o começo, a partir daqui vou-me sentar com ela e modificar alguns pormenores, quero que ela decida, quero que ela escolha, mas vou exigir dela que faça muito do seu quarto, que o veja compor-se, sonhe com ele e que o imagine nos pequenos detalhes. este post é surpresa para a inês, e eu espero que ela goste. e que sinta que estamos empenhadas em criar um mundo só seu, tal e qual o que ela sonha. cross your fingers!!!

Continue Reading

decor | i . new room

a inês precisa de um quarto novo, ou melhor de um novo look num quarto velho. está cheio de tralha, é dela e de outras mil coisas… está a crescer, a inês, e precisa do seu cantinho. gosto muito de a ver crescer, conheço-a há pouco tempo, poucs anos e no entanto gosto tanto dela. querida, amiga, bem disposta, com uma capacidade maravilhosa de ter um sorriso sempre na cara. gosta de conversar, meio tímida, mas sabe o que diz. no fundo sabe bem o que quer e aprendeu tentando. está super crescida e merece um espaço onde reina o que ela é. entre a menina que está a deixar de ser e a rebelde que pouco a pouco se constrói… com um cheirinho a young adult que está a chegar.

por enquanto são só imagens, embora alguns objectos sejam definitivamente os que eu acho que ficassem lindos no quarto, quero apenas que ela veja a forma, o uso e os tons. não quero ainda marcas nem listas de compras, nem medidas nem compras…
o moodbard é este para o começo, a partir daqui vou-me sentar com ela e modificar alguns pormenores, quero que ela decida, quero que ela escolha, mas vou exigir dela que faça muito do seu quarto, que o veja compor-se, sonhe com ele e que o imagine nos pequenos detalhes. este post é surpresa para a inês, e eu espero que ela goste. e que sinta que estamos empenhadas em criar um mundo só seu, tal e qual o que ela sonha. cross your fingers!!!

Continue Reading

decor | m.f new room

não é todos os dias que se resolve mudar a casa do avesso. já andava com esta vontade há imenso tempo mas não sabia ainda como, eles que nunca tinham tido um quarto muito bebé, estavam memso assim a precisam de um quarto com um ar mais crescido. se no primeiro, que na verdade já era o segundo, quarto que tinham predominavam as cores com uma base de branco bastante grande, o quarto era mais pequeno e estavam proibidos de brincar nele… eu preferia tê-los debaixo de olho e a sala era o sítio onde queria que brincassem… não tenho stress com brinquedos desarrumados, tenho sim com miúdos isolados só porque não convém desarrumar a casa. 
comecei por lutar um pouco com o pai sobre as cores, ou punhamos tudo branco e o que viesse, vinha sem mexer em quase nada e apostando apenas nos móveis, novos ou reaproveitados, ou então (ganhei eu!) mudávamos a base de cores do quarto e colocávamos mesmo elementos novos de decoração com base nesse tom escolhido fazendo um destralhamento dos brinquedos e reoganizávamos o espaço de maneira a que pudessem usá-lo para birncar, pois com 5 anos já podem perfeitamente usá-lo sem supervisão. a base essa também teve luta… preto e branco! (ganhei eu outra vez!)

o principal: a parede maior! preta! feito isto surgiram outras mil dúvidas, como: alteramos tecidos? tapetes? candeeiros? …aqui nem ganhei eu nem ele, foi óbvio, SIM mudamos! ao pintar uma parede enorme de preto é preciso assumi-lo e eu quis mesmo que o preto fosse predominante. começamos pela parede, coloquei cortinas novas brancas com um apontamento giríssimo da bandeirola do atelier da tufi, com apenas dois tecidos para não ficar um caos. os candeeiros, pretos e giros do ikea completam perfeitamente o tecto como as prateleiras brancas e enormes que já lá estavam. a partir daqui foi pensar nos acessórios… não antes de me meter a fazer a minha última loucura… mas isso fica para depois!! 

como lhes digo, neste quarto cabe o mundo… o nosso… o deles. quase tudo, claramente não as coisas do ikea, vêm dos nossos lugares, onde vivemos, onde sonhámos e onde construimos esta família. eles sabem de onde chegou tudo, até o tapete que mandámos fazer quando soube que estava grávida para que pudéssemos ter um tapete moçambicano no meio da nossa sala onde sonhava que eles brincassem… agora é deles. o gira-discos do pai está ali a modos que a pedir que o usem mas não sem a nossa autorização. os copos de água, mandei vir para eles e para mim, porque somos fanáticos por letras. o móvel, esse foi desenhado pelo pai e feito à mão pelo Jaime em maputo e à medida que cresciam era alterado para ser mais prático. cada um de nós tem uma peça preferida, as minhas são sem dúvida os copinhos, mas ainda há tanto para vir! 
gostam?
the boys needed a new room, and a whole new decor. black and white was our final decision and i am so happy with the result. it looks grown up but not too much as it can still handle a lot of kid’s details and space for all kinds of new things as they grow up and become teenagers… oh the horror! lol what i am specially proud of is having been able to give them a whole new space, where they sleep of course, but also where they can finally play and enjoy their own space. up until now i really made a point of having them close to us and that their bedroom was really just for sleeping, i wanted to watch them while i cooked or read or worked or while i was just staring at them. but i feel that they want a space of their own and have their friends over… and this is just that. wider, whiter and bigger. it holds almost all of our world in it, and almost every piece has a story, a reason and was a result of a plan… all new items though new, are part of what they are now. no matter how this house changes, we are very true to ourselves and things that were mine, became his, and ours became theirs… i am very happy with this new look and what there is still to come. do you like it?

Continue Reading

decor | m.f new room

não é todos os dias que se resolve mudar a casa do avesso. já andava com esta vontade há imenso tempo mas não sabia ainda como, eles que nunca tinham tido um quarto muito bebé, estavam memso assim a precisam de um quarto com um ar mais crescido. se no primeiro, que na verdade já era o segundo, quarto que tinham predominavam as cores com uma base de branco bastante grande, o quarto era mais pequeno e estavam proibidos de brincar nele… eu preferia tê-los debaixo de olho e a sala era o sítio onde queria que brincassem… não tenho stress com brinquedos desarrumados, tenho sim com miúdos isolados só porque não convém desarrumar a casa. 
comecei por lutar um pouco com o pai sobre as cores, ou punhamos tudo branco e o que viesse, vinha sem mexer em quase nada e apostando apenas nos móveis, novos ou reaproveitados, ou então (ganhei eu!) mudávamos a base de cores do quarto e colocávamos mesmo elementos novos de decoração com base nesse tom escolhido fazendo um destralhamento dos brinquedos e reoganizávamos o espaço de maneira a que pudessem usá-lo para birncar, pois com 5 anos já podem perfeitamente usá-lo sem supervisão. a base essa também teve luta… preto e branco! (ganhei eu outra vez!)

o principal: a parede maior! preta! feito isto surgiram outras mil dúvidas, como: alteramos tecidos? tapetes? candeeiros? …aqui nem ganhei eu nem ele, foi óbvio, SIM mudamos! ao pintar uma parede enorme de preto é preciso assumi-lo e eu quis mesmo que o preto fosse predominante. começamos pela parede, coloquei cortinas novas brancas com um apontamento giríssimo da bandeirola do atelier da tufi, com apenas dois tecidos para não ficar um caos. os candeeiros, pretos e giros do ikea completam perfeitamente o tecto como as prateleiras brancas e enormes que já lá estavam. a partir daqui foi pensar nos acessórios… não antes de me meter a fazer a minha última loucura… mas isso fica para depois!! 

como lhes digo, neste quarto cabe o mundo… o nosso… o deles. quase tudo, claramente não as coisas do ikea, vêm dos nossos lugares, onde vivemos, onde sonhámos e onde construimos esta família. eles sabem de onde chegou tudo, até o tapete que mandámos fazer quando soube que estava grávida para que pudéssemos ter um tapete moçambicano no meio da nossa sala onde sonhava que eles brincassem… agora é deles. o gira-discos do pai está ali a modos que a pedir que o usem mas não sem a nossa autorização. os copos de água, mandei vir para eles e para mim, porque somos fanáticos por letras. o móvel, esse foi desenhado pelo pai e feito à mão pelo Jaime em maputo e à medida que cresciam era alterado para ser mais prático. cada um de nós tem uma peça preferida, as minhas são sem dúvida os copinhos, mas ainda há tanto para vir! 
gostam?
the boys needed a new room, and a whole new decor. black and white was our final decision and i am so happy with the result. it looks grown up but not too much as it can still handle a lot of kid’s details and space for all kinds of new things as they grow up and become teenagers… oh the horror! lol what i am specially proud of is having been able to give them a whole new space, where they sleep of course, but also where they can finally play and enjoy their own space. up until now i really made a point of having them close to us and that their bedroom was really just for sleeping, i wanted to watch them while i cooked or read or worked or while i was just staring at them. but i feel that they want a space of their own and have their friends over… and this is just that. wider, whiter and bigger. it holds almost all of our world in it, and almost every piece has a story, a reason and was a result of a plan… all new items though new, are part of what they are now. no matter how this house changes, we are very true to ourselves and things that were mine, became his, and ours became theirs… i am very happy with this new look and what there is still to come. do you like it?

Continue Reading

instaweek | 28.15

finalmente tenho as férias marcadas, e agora sim, calmamente vou colocando a mente lá, longe onde fui muito feliz, onde namorei muito e onde tantos e tantos planos foram feitos. lá onde o mar é calmo e transparente. onde as rochas não têm fundo e onde se nada com os peixes… onde eu espero que eles passeiem muito e eu fique deitada na areia branca. onde seremos tantos, mas onde eu espero descansar até não aguentar mais. faltam vinte e sete dias e eu já ando a pensar nas malas! 
até lá quero gozar a cidade por cá… porque quando lisboa vai ficando deserta é quando ela chama mais por mim… entre o nosso jardim com frases inspiradoras, idas a um dos melhores gelados do bairro, reparem que sempre com os mesmos sabores e passeios à graça, tornando-nos críticos de urbanismo e aprovando o novíssimo jardim que liga a graça à mouraria, vizinhas e tão diferentes e onde eu poderia ir viver já amanhã… 
we have finally booked our plane tickets that will take us to a place we like to call, paradise. the south of italy will be the place i will sink my feet in the sand, and enjoy what i hope is a month of calm, peace, white sandy beaches, transparent sea and beautiful views and loads of cioccolato fondente ice cream. until then, it’s important to live our city the best way possible and while the city empties itself from it’s inhabitants we take advantage of it to it’s fullest. get out and walk to one of our most favorite neighborhoods, graça and mouraria, where the old is getting newer and where surprises creep up on you. where i find a house i’d like to live in in every corner. 

Continue Reading

instaweek | 28.15

finalmente tenho as férias marcadas, e agora sim, calmamente vou colocando a mente lá, longe onde fui muito feliz, onde namorei muito e onde tantos e tantos planos foram feitos. lá onde o mar é calmo e transparente. onde as rochas não têm fundo e onde se nada com os peixes… onde eu espero que eles passeiem muito e eu fique deitada na areia branca. onde seremos tantos, mas onde eu espero descansar até não aguentar mais. faltam vinte e sete dias e eu já ando a pensar nas malas! 
até lá quero gozar a cidade por cá… porque quando lisboa vai ficando deserta é quando ela chama mais por mim… entre o nosso jardim com frases inspiradoras, idas a um dos melhores gelados do bairro, reparem que sempre com os mesmos sabores e passeios à graça, tornando-nos críticos de urbanismo e aprovando o novíssimo jardim que liga a graça à mouraria, vizinhas e tão diferentes e onde eu poderia ir viver já amanhã… 
we have finally booked our plane tickets that will take us to a place we like to call, paradise. the south of italy will be the place i will sink my feet in the sand, and enjoy what i hope is a month of calm, peace, white sandy beaches, transparent sea and beautiful views and loads of cioccolato fondente ice cream. until then, it’s important to live our city the best way possible and while the city empties itself from it’s inhabitants we take advantage of it to it’s fullest. get out and walk to one of our most favorite neighborhoods, graça and mouraria, where the old is getting newer and where surprises creep up on you. where i find a house i’d like to live in in every corner. 

Continue Reading

my fave | watermelon bite

1|2|3|4|5|6|7|8|9|10|11|12
não há fruto mais giro para colocar em prints, quadros, desenhos, padrões, etc. mil e uma maneira de reinventar o fruto. três cores, combinam perfeitamente, não fossem estas em modo mais pastel as cores de uma bandeira que amamos de paixão. não há ocmo não nos meter bem dispostas depois de uma semana a acordar de madrugada para que os miúdos cheguem a horas de não perderem a carrinha para a colónia de praia! não aguento os calções, nem a túnica amorosa, e a mochila… e eu que nem gosto de mochilas! as paez mini desde que apareceram forams as minhas preferidas para eles e o print da ballonblanc já cá devia morar! e pensar que eu não como melancia… 
there is nothing not to like about watermelons, except eating them… don’t know why, i’m just weird that way… anyway, love the absolutely gorgeous combination of tones and how graphically interesting it is!  
Continue Reading

my fave | watermelon bite

1|2|3|4|5|6|7|8|9|10|11|12
não há fruto mais giro para colocar em prints, quadros, desenhos, padrões, etc. mil e uma maneira de reinventar o fruto. três cores, combinam perfeitamente, não fossem estas em modo mais pastel as cores de uma bandeira que amamos de paixão. não há ocmo não nos meter bem dispostas depois de uma semana a acordar de madrugada para que os miúdos cheguem a horas de não perderem a carrinha para a colónia de praia! não aguento os calções, nem a túnica amorosa, e a mochila… e eu que nem gosto de mochilas! as paez mini desde que apareceram forams as minhas preferidas para eles e o print da ballonblanc já cá devia morar! e pensar que eu não como melancia… 
there is nothing not to like about watermelons, except eating them… don’t know why, i’m just weird that way… anyway, love the absolutely gorgeous combination of tones and how graphically interesting it is!  
Continue Reading
Close Menu
×
×

Cart