momento zen | weaving

Há muito tempo que tenho este hobby, fazer "weaving" tem sido tão bom para mim, faço para mim, para oferecer e até já vendi, mas são peças muito básicas, muito simples, ás vezes nem acabadas e ficam expostas em minha casa. Não há verbo para este hobby, só em inglês, quem sabe do assunto não gosta da palavra tecelagem, ou o verbo tecer, se não quando em teares "a sério", mas eu não sei como chamar. E para mim basta que tenha lãs, fios e um tear.





Fiz em novembro um workshop giríssimo de Tear Redondo com a TwoHands TextileStudio na Retrosaria , já falo disso, mas ontem, domingo, chuva, cinzento, miúdos a ver filmes, bebé tranquilo a dormir... olhei para o meu cesto cheio de lãs e pensei, ou é agora ou daqui a uma hora já parece que explodiu uma bomba nesta casa e com banhos e jantares já ninguém me vai voltar a dar estes minutos de paz... agarrei num aro redondo que tenho para ponto cruz que comprei há uns tempos e decidi arriscar a fazer uma peça nova, pequenina que me desse uns momentos zen e de respiração funda.

Basta tão pouco para respirarmos fundo! E o que eu adoro isto! O tear redondo demorou a conquistar-me, há uns anos um workshop com a Rita Sevilha da Weaving e ela sabe o quanto aquilo me stressou... não havia maneira, mas não sei, ou atinei, ou envelheci e tenho mais paciência ou sei lá, já gosto pronto!



Adorava saber fazer melhor e maior, mas sou limitada no espaço e nos teares que posso ter em casa... mas quem sabe um dia, faço uma peça enorme e uso um daquele teares que mete pés e tudo e parece uma dança... até lá, esta proporção faz-me bem. Vocês... já experimentaram?

No Comments Yet, Leave Yours!