where to shop | casa nova store

Parte de mim não resiste a lojas novas, há qualquer coisa de muito entusiasmante em saber que uma nova loja apareceu na cidade e o que de novo pode trazer a toda a sua dinâmica. Esta é sem dúvida uma delas.

No meu bairro não aparecem lojas novas todos os dias, é raro e quando aparecem é logo uma novidade, muitas vezes até quem vive ao lado nem sabe do que tem por perto, mas eu estou atenta e sempre em cima do assunto.

Faltavam exactamente 15 dias para o Natal quando decidi visitar a Casanova Store, sabia ao que ia, um espaço pequeno mas onde poderia comprar os presentes mais delicados e diferentes.

A loja tem a assinatura da Ligia Casanova, um pessoa amorosa, que transmite uma tranquilidade que conseguiu na perfeição transferir para o seu espaço, decoradora, designer de interiores aqui estão presentes peças das suas marcas preferidas e vê-se, sente-se no ambiente que criou. 

Recebem-nos sempre com chá e bolachas, espero que depois do Natal não deixem de o fazer, que só por isso vale a pena lá ir. E sempre de sorriso! 




Todas as peças parecem ter um lugar próprio ali, quase em modo museu, tudo arrumadinho, nada no caminho, lá dentro está quente e a conversa sai natural.  







A montra do lado é um sonho, vai mudando consoante o tema, e no início do ano vou espreitar o novo look a convite da Lígia. Ansiosa por ver. 



casa nova store . rua das praças 78, lisboa | site . facebook . instagram

Se puderem passem por lá, atenção apenas ao horário, pois não tem um horário dito "normal" de loja de rua e seria uma pena baterem com o nariz na porta, vale a pena poderem entrar e serem recebidos por este mundo maravilhoso.

my work | mercadito da carlota


Gosto muito do que faço, já vos disse? Nem sem bem reduzir a uma única palavra o que faço hoje em dia e aidna bem, porque a panóplia de projectos que tenho em mãos não podem ser reduzidos a três sílabas. Um dos trabalhos que mais gosto de fazer, logo a seguir a Arquitectura, essa é sempre número 1, é decoração de espaços, não no sentido de decoração permanente, mas da temporária, efémera, cenários, montras, e eventos ou momentos especiais. 

Esta é a banca da marca de roupa de criança, Tic Tac Babies para o Mercadito da Carlota de Natal deste ano, e que amor que ficou. O tema era Natal, e esta foi mesmo isso, sem tirar nem por, às vezes tentamos dar a volta, mas para esta colecção era importantíssimo manter o tema, uma colecção cheia de xadrez, tecidos com padrões de kilts escocêses e uma colecção cápsula de Natal que justificava todo o ambiente natalício. Quem pode ver a colecção ao vivo tenho a certeza que percebeu a ligação entre a banca e a marca.




Recriámos o ambiente natalício à volta da lareira, decorada com as típicas meias de natal prontas a receber presentes, folhagens e bagas encarnadas para dar um toque natural, velas e coroas de Natal.

As bandeirolas, lareira e as meias foram costuradas e feitas à mão por quem conseguem muito bem intrepretar o que me vai pela cabeça, já as coroas e arranjos de folhagens feitos por mim. 




Até os sacos a seguram os charriots tinham um pormenor de tecido escocês, porque todos os pormenores são importantes e compõem todo um ambiente.

Se quiserem alguma sugestão, ou mesmo a decoração de um evento falem comigo. Espero que tenham gostado! 

centro de mesa | decor de Natal


Para centro de mesa este ano, decidi manter as mesma folhagens que as coroas, mas dar-lhe um tom mais escuro, usando as tão tradicionais tangerinas dos nossos natais italianos. A minha sogra há quinze anos ensinou-me a secar casca de tangerina na lareira, devagarinho deixando no ar um cheiro que há 15 eu não identificava con Natal, apenas com inverno mas que se tornou o cheiro do nosso Natal. Usamos a tangerina em três versões: casca seca, fatias secas e tangerinas com cravinho. 


Este ano não sequei casca de tangerina, pura e simplesmente porque não tenho a mega lareira da minha sogra, onde cabe lá dentro quatro pessoas a tomar chá, e preferi apenas secar fatias de tangerina no forno, um processo lnto, mas não de todo impossível. Tenho visto mil e uma decorações usando fatias secas, mas não tenham medo é bastante fácil! 





Os verdes e as tangerinas têm um tom lindo para a nossa casa, combinam lindamente com as cores dos nossos livros na estante de parede interia que temos ao lado e com os pretos e cinzas de alguns apontamentos. No centro de mesa troquei apenas o pinheirinho mais maleável por um mais grosso, mais carnudo para que dura mais tempo... era bom que durasse até ao final do ano como nos meus sogros, em que se vai comendo as tangerinas durante estes oito dias como celebração das festas, e para cortar os sabores da quantidade louca de comida que se comsome. Sabiam que é um excelente truque para conseguir comer só mais uma sobremesa? E nós como comemos bacalhau, peru e borrego,  ligeira acidez da laranja corta tudo, e estamso prontos para outra. 

Lá somos 19 à mesa, aqui menos, mas no dia 1 já não há tangerina para ninguém!



O arranjo na jarra foi feito com o que sobrou de folhagens e um ramo teimosos de baga amarela. Não faz parte da mesa, ficou noutro móvel para que a decoração invadisse toda a casa. 


Quanto às tangerinas com cravinho, conheciam esta maneira de as decorar? Não só ficam lindas de morrer com os cravinhos espetados, podendo fazer qualquer desenho, como o cheirinho que emanem é indiscritível, um mito entre citrino e especiarias. Nós que somos descendentes de mouros, este é um mix perfeito entre as duas culturas, a portuguesa e a árabe. Eu adoro, tão Natal, tão inverno, tão nossa. 

coroas de natal | cenário

Ainda me custa a crer que tivémos um Natal "normal"... até sábado não acreditei, até que ouvi as palavras "já aí vem a drª. para lhe dar alta" e foram as palavras mais melódicas que ouvi. Ao chegarmos a casa, apesar de termos árvore e calendário de advento já montados, percebi o quão me deitou abaixo esta estadia no hospital... e o quão não estava a encher a vida do V com ambiente natalício... foi assim que domingo e 2ªf passei os dias entre embrulhos, florista, terraço a fazer coroas de natal, no chão a tentar fazer arranjos sozinha, centros de mesa e ao mesmo tempo encher a casa de cheiro a natal. 



Os mais velhos deliraram, e que bem que me sobe vê-los felizes, juntos ao mano que ainda nem tinha percebido o que era bem o Natal, já que o ano passado ainda só tinha 11 meses e passou-o doente... mal sabiamos. 

Para as coroas de Natal, já andava há uns tempos a querer usar tons mais claros, nada na minha casa combina com vermelhos e verdes e usar esses tons no Natal, fica esquisito, pois o sofá é um tom cinza azulado, mais o tapete lindo que adoro azul água cinza e temos muitos apontamentos de madeira clara... pensei em branco, mas tirei logo essa ideia da cabeça pois ao pensar no que podia usar branco, o que é maleável é muito primaveril, o que é invernal, como as lindíssimas bolas de algodão, não cede nem um milímetro para coroas. 

Foi então que me lembrei que embora mais raras, e mais caras, existem em alguns sítios bagas amarelas nesta altura, e a minha querida Alcina, que me guarda as melhores flores e verdes quando preciso, tinha! Para combinar usei pinheirinho do mais barato e mole juntamente com eucalipto, este eucalipto é diferente, tem um nome que eu nunca sei qual é, mas quando o vejo adoro e a meu ver pode ser usado o ano todo. Maleável, ligeirinho e com folhas lindas e pequenas para não atafulhar. 

Para rematar acrescentei o pormenor das mini maçarocas, também elas amarelas mais clarinhas, símbolo de abundância, que ajuda a completar e dar-lhe um equilíbrio perfeito. 




Penduradas com uma simples fita amarela torrada de cetim, parece que adivinho quando guardo tudo! Preenchem a parede atrás do sofá e a casa cheira tão bem. Adoro o cheiro a pinhal e eucaliptal.

Se não souberem como fazer coroas, é um processo super simples, mas que requer tempo e algum planeamento. Atenção que as bagas, ambora lindas requerem alguma atenção, quando frescas são super frágeis, caiem imenso enquanto as trabalhamos, mas basta umas horas sem água e ficam mais secas, sem perder a cor nem o formato, e deixam de cair. É mágico, até porque como são caras... sim, são mesmo... é bom que não se percam pelo chão!




E funcionou lindamente como cenário, afastei o sofá, metemos o pai a trabalhar, e como não houve tempo para grandes sessões fotográficas, fizémos a nossa caseirinha e se vissem o processo todo, poderiam ver o quanto precisavamso de estar juntos a rir! Só o Vasquinho é que não achou imensa piada, ele é mais hospitais!


Boas festas a todos!!

have a great week | 52.2018


it's my birthday | december thirteen




It's that wonderful time of the year again!!!
Non sapete quanto mi piace celebrare il mio compleanno!! Sono una bambina il tredici dicembre!

Ai adoro fazer anos e celebro até por quem não goste! Acordar no meu dia de anos é uma licença para não deixar de sorrir NO MATTER WHAT, eu tenho super poderes nesse dia, vale tudo e posso tudo! O xitex é tal que nem noto metade das merdas do mundo à minha volta, daquelas que só servem para nos arreliar durante o ano, no dia 13 de dezembro nada me toca! Só os abraços e beijos que recebo e venham eles porque não há melhor do que receber os parabéns!!

E como todos os anos deixo aqui algumas ideias do que andei todo o ano a pedir e que ficaram por receber, vá lá, depois têm o Natal para compensar, mas se não me ouviram bem, estes são os meus treze pedidos do ano. Sim quero também um beijo dos miúdos, abraços e muito amor dele, quero paz e sossego, adorava dormir três dias de seguida, acabar todos os trabalhos que tenho em mãos até 4f para celebrar 5f sem remorsos, mas esta lista também é importante! E há quem espere por ela!! 

Tem um pouco de tudo porque não sou esquisita, gosto de imensa coisa e cada uma delas tem um posto para viver, umas lá para casa, outras para o atelier, outras para a casa na serra (um dia mostro) mas todas com um propósito! Que acham? Já têm algumas destas peças, são mesmo lindas como eu as imagino?


have a great week | 50.2018


where to eat | benjamin



Sítios que nos confortam são os meus preferidos, sem pretensões de serem o que não são e serem muito mais do que aparentam. Simples, pequeno, cosy e fresco. Gosto de ter vontade de experimentar novos sítios de pequenos-almoços sem quase ter ideia do que lá vou encontrar... o nome é-me familiar, tenho várias pessoas espalhadas pelo mundo, por quem tenho um carinho especial com este nome, e de alguma forma parece que conheço. 


Chegar aqui e cheirar logo croissants fresquinhos e tão estaladiços, ovos bem feitos, salada bem temperada e um cappuccino denso e muito bom. A Benjamin Coffee House na verdade é muito mais do que uma simples cafetaria, café ou restaurante... também é uma escola. Aqui podem aprender desde o simples tirar café, à arte de bem fazer café! Tudo com base no café moído localmente na loja. Fazem consultoria es ensinam quem quiser a perceber melhor o café como ingrediente e como o usar da melhor forma... estou a pensar que isto seria a minha cara!



Benjamin coffee house . rua do possolo 52 | site. facebook . instagram

gosto disto | gymboree restelo


Ir ao Gymboree Restelo já se tornou um hábito matinal aos sábados, e o vasco já reconhece o nome, as músicas, as pessoas e os amiguinhos que já começam a criar um grupinho giro de brincadeira.
O Gymboree como conceito é interessantíssimo e enche as medidas do que eu procuro num grupo de music&play, tal como aqueles que conheci quando viv nos Estados Unidos, ou seja, um lugar estudado para criar brincadeiras adaptadas a cada idade e para realçar determinados movimentos, interesses, objectivos, etc.
 


Todos os instrumentos e estruturas mudam de 2 em 2 semanas, mas a mesma variação adapta-se com brincadeiras diferentes para cada idade. Claro, o vasco está no nível 4, que chega aos 2 anos e as brincadeiras envolvem muito ver como é que eles próprios usam o espaço. El gosta tanto de estar sozinho e ter o escorrega só para si, como quando ouve música e vê todos juntos também prefere lá ir participar. A vergonha é constante, é uma criança tímida, no entanto bem disposta, gosta de brincar e dançar e a Catarina e rita têm sido espectaculares em incluir todos de maneira diferente. 


Gymboree Restelo | site . facebook . instagram

Se quiserem conhecer, aproveitem! É de facto um sítio e um modo de brincar a descobrir, e que nestes dias de inverno em que o frio é tanto e chove mais do que eu gostaria, ter actividades é um modo de preencher o dia e a vida! 
Este sábado encontramo-nos lá?

diy|fvm . calendário de advento

E porque os pedidos são muito aqui ficam mais imagens do Calendário de Advento que fiz e com todo o processo explicado. Um óptimo DIY lá para casa!!!





Seguem materiais e instruções:


Materiais:
1. tesoura . tiger
2. bakers twine . athomehobby
3. corda . leroy merlin
4. camarão de rodar . leroy merlin
5. saquinhos kraft . tiger
6. tecido escocês . feira dos tecidos
7. fita cetim . retrosaria
8. abatjour papel . ikea
9. autocolantes advento . tiger
10. cesto . ikea

Instruções: 
_ coloque o tecido no chão. as medidas terão que ser tiradas, consoante o candeeiro de papel que usar, mais pequeno ou maior determinará o tamanho do tecido, convém que seja quadrado e que simule primeiro com uma toalha em casa para depois comprar a medida certa.
_ coloque o abatjour já montado em cima do tecido, com o topo para baixo.
_ corte, onde o abatjour toca no tecido uma abertura comprida do tamanho da abertura do próprio candeeiro para que ao virar se consiga aceder ao gancho do abatjour.
_ coloque o camarão no tecto onde irá colocar o calendário, deverá deixar distância da parede para que o calendário não toque a mesma.
_ pendure o abatjour e tecido por cima já aberto com uma fita ao camarão.
_ agarre e aperte o tecido com fita por baixo do abatjour com laço.
_ meça o tamanho das cordas que agarram o "balão" ao cesto, colocando-as em cima do balão já pendurado e que caiam de igual modo dos dois lados. veja a altura do cesto que prefere e agarre a corda ao mesmo em igual medida.
. faça o último passo 2x para que caiam 4 cordas agarradas ao cesto, criando uma cruz no topo.
. cole em cada saquinho kraft um número dos autocolantes.
. encha os saquinhos com o que quiser.
. feche com corda encarnada e branca.
. coloque os 24 saquinhos dentro do cesto.
e voilá! está feito e pronto a esvaziar!